Life Nieblas

O Projeto

The general objective of the project is to test innovative fog collectors and innovative ways of reforestation in degraded areas and prove their effectiveness, costs and benefits.

A desflorestação e a desertificação são duas das principais causas da perda da biodiversidade e da degradação do solo. Estes fenómenos são principalmente causados pelas alterações climáticas e pela atividade humana.

A desflorestação e a desertificação são causadas por uma diminuição das ocorrências de chuva e das águas subterrâneas. LIFE NIEBLAS iniciou no início de 2020 e espera-se que dure quatro anos.

O projeto terá lugar em Gran Canaria, Portugal e Catalunha. O objetivo deste projeto é melhorar as áreas degradadas através do reflorestamento utilizando as áreas de vegetação endémica.

Além disso, outros objetivos são testar a eficiência de diferentes tipos de sistemas de irrigação e recolha de água. Espera-se que 100% das necessidades de água do projeto sejam asseguradas pelos coletores de água.

Um dos principais pilares do LIFE NIEBLAS é a partilha de resultados e descobertas, bem como o envolvimento de diferentes entidades de investigação e de comunidades locais. O orçamento para este projeto é de 2.185.777 euros, dos quais a União Europeia contribui com 55% e o Cabildo de Gran Canaria com 33%. Abaixo, serão apresentados os restantes parceiros.

Objectivos

1. Reflorestamento de áreas degradadas com plantas nativas utilizando água dos diferentes tipos de coletores de água e diferentes métodos de irrigação.

2. Aumentar a cobertura vegetal, conseguindo assim uma maior filtragem da água, diminuir o escoamento superficial e aumentar a capacidade de absorção de água do solo. Assim, aumentar a qualidade ambiental da área (aumentando a biodiversidade e reduzindo a pegada de carbono).

3. Comparar a eficiência de todos os coletores de água e sistemas de irrigação. 100% da água necessária será fornecida pelos coletores de água.

4. Criar sinergias e colaboração entre organismos administrativos locais e europeus, bem como sensibilizar a comunidade para a relevância da cobertura florestal em relação aos recursos hídricos; mostrar a importância ambiental da sua conservação, recuperação, manutenção e extensão como instrumento de resiliência na mitigação das alterações climáticas.

5.Gerar recursos para promover o projeto e a reprodução das metodologias aplicadas.